jusbrasil.com.br
31 de Maio de 2020

Funcionamento dos Tribunais de Justiça: agora você pode acompanhar pelo Jusbrasil

Comunidade Jusbrasil
Publicado por Comunidade Jusbrasil
há 2 meses

Bom dia, Comunidade! Tudo bem com vocês? Espero que sim! Eu sou Juliana, analista de Comunidade no Jusbrasil e hoje, vim com a missão de compartilhar uma notícia muito boa.

Nós do Jusbrasil, sabemos que esse momento de quarentena tem sido de muita aflição para todo o mundo, e as mudanças ocorridas por conta do Coronavírus tem causado confusão, principalmente nos nossos profissionais da justiça.

Como medida de preservação da saúde pública, Tribunais de Justiça de todo o Brasil tiveram o funcionamento interrompido, e nós não poderíamos deixar de pensar em alguma ação que pudesse auxiliar os profissionais do Direito sobre esse assunto. Então, pensamos em utilizar o objeto principal da nossa missão para isso: informação.

Criamos uma página no Jusbrasil para acompanhar (de longe) como está o funcionamento dos Tribunais de Justiça em todo o Brasil, e principalmente, na sua região. Nela, é possível ainda ter acesso a todas as atualizações sobre como o Coronavírus têm impactado os prazos dos principais Tribunais.

Para acessar a página, basta clicar neste >> link

Se tiverem alguma dúvida, mandem nos comentários, estaremos sempre aqui para ajudar.

Espero que tenham gostado da notícia e conto com vocês para compartilhar essa página para mais pessoas interessadas no funcionamento da Justiça no nosso país. Vamos nessa!

#Maisjuntosdoquenunca


12 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Alegrei-me, só de ver o sorriso leve da Juliana!
Sorriso que acalma!
Matéria que nos ajuda a atravessar estes dias tenebrosos.
Cês não sabem os bastidores, amigos!

No entanto, o meu coração ferve com palavras boas e de ânimo, e, ler textos neste sentido, dão uma guinada nas emoções e dá pra esquecer, mesmo que por um tempo, a realidade enfrentada e já desfrutada por milhares de brasileiros: penúria e desencantamento em meio à pandemia!

Ótima ajuda!
Obrigada! continuar lendo

Fico lisonjeada com o seu elogio, Fátima! A informação é essencial nesse momento, acredito que é o principal remédio para acalmar os ânimos.
Abraço! continuar lendo

Muito bom! Reuniu informações de vários Tribunais, em um link só. Ajuda bastante na hora de pesquisar.

Obrigada! continuar lendo

Acabei de ver o pronunciamento do ministro de Israel. Segundo ele o risco de contaminação é muito maior na população idosa, em que me enquadro. Afirma que, os mais jovens por contrair a doença e não ter qualquer sintoma. Afirma que o perigo é o idoso e o maior transmissão a criança, filhos pequenos e netos. Assim, entendo que não há impedimento para que a população jovem e de meia idade possa trabalhar. O país não pode parar. Que os velhos como eu (tenho 74 anos) se cuidem e ajudem a cuidar dos mais velhos ainda e ponhamos esse país para funcionar, novamente. A ociosidade já diziam os antigos é a mãe de todos os vícios. continuar lendo

O Vírus age de diferentes formas no organismo do ser humano , em vários lugares há casos de jovens morrendo tb , podem ser em menor número , mais existem , o momento no entanto é de se isolar e proteger nossa família , e todos ao nosso redor ! continuar lendo

Só não entendi porque o ministro de Israel. Estamos no Brasil, bem maior que Israel que cabe inteirinho na cidade do rio com Mais duas cidades da Baixada. Fácil de controlar. Fora o fato que esta declaração foi antes da situação ficar complicada (https://aosfatos.org/noticias/video-em-que-ministro-de-israel-defende-isolar-apenas-idososeanterior-restricoes-no-pais/).
Não é um bom caminho postar informações falsas porque pode estar ajudando a que morram mais pessoas, um pouco de responsabilidade de alguém que conhece as leis.
Em tempo a notícia correta:
A informação analisada pela Lupa é falsa. Israel não isolou apenas os idosos. Desde 22 de março, a maior parte da população de Israel, independentemente da idade, está sob “isolamento parcial”. Os moradores do país estão sendo orientados a ficar em casa e sair apenas para comprar mantimentos e remédios, e grande parte das atividades econômicas estão suspensas. Nos últimos dias, as regras ficaram mais rígidas. Desde o dia 25, quem for pego desrespeitando o isolamento pode ser multado e, em caso de reincidência, até mesmo detido.

Em 12 de março, o país anunciou o fechamento das universidades e escolas. Dois dias depois, o governo determinou o fechamento de todas as lojas não consideradas essenciais, assim como dos equipamentos de lazer.

No dia 17, Israel anunciou um chamado “isolamento voluntário”. Entre as regras, estava trabalhar de forma remota sempre que possível e não sair de casa exceto para comprar mantimentos ou medicamentos (ou buscar atendimento médico urgente). As regras começariam a valer no dia 22.

Entretanto, dois dias depois, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu anunciou que o isolamento não seria mais voluntário, e sim obrigatório. Entre as novas medidas, ele determinou até mesmo o fechamento do parlamento do país, o Knesset. Essa medida, especificamente, acabou sendo revertida pela Justiça dias depois.

Desde a última quarta-feira (25), a polícia passou a aplicar multas a quem descumprir as regras. Essas multas podem chegar ao valor de NIS 500 (equivalente a cerca de R$ 715). Em casos extremos, a polícia pode até mesmo prender por seis meses quem violar as regras.

Até o momento, de fato, a taxa de mortalidade por Covid-19 é baixa no país. Segundo o último relatório da Organização Mundial da Saúde, publicado nesta sexta (27), o país teve 3.035 casos confirmados da doença, e apenas 10 mortes. No mesmo relatório, estão registrados 2.433 ocorrências e 57 mortes no Brasil, por exemplo – depois da publicação, esses números foram atualizados pelo Ministério da Saúde para 3.417 e 92.

Essa informação também foi verificada pelos sites Estadão Verifica e Aos Fatos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Natália Leal
https://piaui.folha.uol.com.br/lupa/2020/03/27/verificamos-israel-coronavirus/ continuar lendo

Juliana Jennifer.

Existem muitas dúvidas quanto ao funcionamento das atividades judiciais nos tribunais. Aqui em Goiás o TJGO suspendeu apenas os processos físicos, mantendo os digitais. Ocorre que muitos advogados vão ter dificuldades de acesso ao PROJUDI.
Recebi uma mensagem de que o CNJ suspendeu os prazos processuais em todo território nacional. Vai ser difícil entender essa confusão das autoridades do Poder Judiciário, sendo que não existem harmonia ou hierarquia em suas decisões. Vou pesquisar o conteúdo da decisão do CNJ. Se vc tiver conhecimento do que decidiu o CNJ, favor disponibilizar para os que seguem o Jusbrasil.
Antecipo meus sinceros agradecimentos. continuar lendo

Olá Ambrósio...trata-se da Resolução 313/2020 do CNJ. No meu entender, essa norma se sobrepõe às deliberações dos TJ's e TRF's, de maneira que deve ficar uniformizada a questão da suspensão de prazos, pelo menos assim espero que seja por conta de segurança jurídica. continuar lendo